O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO E NO ANTIGO

Dízimo no Novo Testamento: antes de entrarmos com profundidade no tema, é importante que todos saibam que o artigo não tem o objetivo de fazer cessar a generosidade do coração das pessoas para com o próximo e muito menos o de fazer com que não se contribua mais para a manutenção de igrejas, mas sim o de libertar as pessoas desta prática ilegal e abusiva por parte de muitos líderes religiosos da maioria das Igrejas.

dizimo-no-novo-testamento

 DAR DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO É BÍBLICO?

 Como tal assunto provavelmente gerará muita polêmica, pois alguns com certeza irão defender com “unhas e dentes” que o Dízimo no Novo Testamento é sim uma obrigação legal e genuína para os membros da Igreja Cristã da atualidade, estamos abertos para uma argumentação sadia, ponderada e embasada dentro de princípios cristãos e da razoabilidade de explicações à luz da Palavra de Deus.

 Já estamos esperando como uma das primeiras objeções onde simplesmente irão citar Malaquias (quem ler o Livro inteiro irá perceber que a mensagem principal é enviada aos sacerdotes da nação de Israel): “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.” Malaquias 3:8 (versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel).

A LEGALIDADE DO DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO.

 Outros por não encontrarem absolutamente nenhuma autoridade bíblica para os cristãos entregarem Dízimo no Novo Testamento, provavelmente irão apresentar pequenas doutrinas inteligentes como esta: “Dizimar era uma forma de adoração a Deus, e uma vez que ainda adoramos a Deus, ainda temos que dar o dízimo.”

 Bom, sabemos que os sacrifícios na forma de holocaustos eram uma forma de adorar a Deus no Antigo Testamento, e uma vez que ainda devemos adorar a Deus, então ainda devemos oferecer holocaustos a Deus?  Penso esta argumentação não é razoável.

                                                                                                                                    “Roubará o homem a Deus?”  Com certeza milhares de ​​homens irão dar conta um dia do uso equivocado e maldoso deste versículo de Malaquias 3:8 totalmente fora do seu contexto para conseguirem arrancarem dinheiro da igreja com base no medo, afinal de contas, quem quer ser ladrão tendo como vítima o próprio Deus?

  Eu não posso contar quantas vezes ouvi ministros do evangelho repreender os membros de suas congregações com esta frase (roubar a Deus nos dízimos e ofertas).

 Este verso em Malaquias realmente significa o que diz de forma bem clara.  Alguém foi roubar a Deus, mas espere até descobrir para quem de fato estava endereçada esta mensagem e o que Deus realmente quis dizer neste versículo através do profeta conforme vamos tratar ao longo deste estudo.

DIZIMO

  VEJA ALGUMAS VERDADES SOBRE A DOUTRINA DO DÍZIMO CRISTÃO

 Iremos entrar com mais profundidade nas argumentações destas verdades que muitos insistem em não enxergar, mas para começar vamos a algumas delas:

  • Abraão nunca dizimou de seus bens pessoais de sua propriedade ou dos animais que possuía.
  • Jacó não iria dizimar até que Deus o abençoasse em primeiro lugar.
  • Somente sacerdotes levitas poderiam recolher dízimos, e não há sacerdotes levitas hoje.
  • Apenas os produtos alimentares provenientes da terra entregues no ato de dizimar.
  • O dinheiro nunca foi uma mercadoria para ser entregue como dízimo.
  • Cristãos convertidos nunca foram convidados a dizimar para a Igreja.
  • A imposição do ato de dizimar na Igreja aparece pela primeira vez séculos após a conclusão do Cânon da Bíblia atual.

 

irineudsf

Website: